Itajaí Containers

47 3345-7500 47 3345-7502 47 9 9231-7022

Transporte marítimo como organizar uma carga de forma eficiente

Aqui você encontrará informações essenciais sobre “Transporte marítimo como organizar uma carga de forma eficiente”. Vamos lá?

Transporte marítimo como organizar uma carga de forma eficiente

                                                                                                                                    Transporte marítimo como organizar uma carga de forma eficiente

O transporte marítimo é o principal meio de circulação de pessoas e mercadorias no mundo.

Com a massificação do transporte aéreo, o fluxo de passageiros por meio desse transporte diminuiu.

É sustentado apenas em cruzeiros e outras viagens marítimas turísticas.

Exposto tudo isso, aqui você encontrará informações essenciais sobre “Transporte marítimo como organizar uma carga de forma eficiente”.

Vamos lá?

O que é o transporte marítimo?


O transporte marítimo de mercadorias é o responsável pela movimentação de cargas sólidas, líquidas ou gasosas de um ponto geográfico a outro em um navio. Representa aproximadamente 80% do transporte mundial de cargas.

É considerado o sistema de transporte internacional mais eficiente e lucrativo para o comércio internacional, pois é seguro e barato.

Tipos de navios de transporte

Existem vários tipos de navios de transporte. As características variam de acordo com o tipo de carga transportada:

Navios graneleiros

Como o próprio nome indica, a categoria é feita para descarregar e carregar produtos a granel, como petróleo, grãos e carvão.

Na maioria das vezes possuem um tabuleiro retangular, mesmo que isso torne mais simples a movimentação desses produtos.

Navios petroleiros

Os petroleiros, em seguida, são empregados para transferir não apenas petróleo bruto, no entanto, também seus derivados, sendo capazes de transmitir significativamente mais de 300.000 galões de derivados e gás.

Eles levam uma equipe de 25 pessoas, normalmente, que moram na popa (popa) desse barco, onde realmente existe uma cabine junto com outros locais compartilhados, como o refeitório.

Ainda mais, esses barcos contam com uma área repleta de tubos pressurizados, que dispersam o óleo para assegurar o equilíbrio.

E, no momento em que são comparados a modelos diferentes, os “navios petroleiros” são um pouco mais largos e rasos, características que garantem que sejam eficazes na transmissão em águas rasas.

Navios gaseiros

Sua principal característica é a existência de tanques curvos acima do convés principal. Eles poderiam ter 4 tipos distintos de tanques:

  • Tanques separados: incentivam o ônus de sua carga de forma intrínseca;
  • Tanques de membrana: têm divisórias estreitas, apoiadas pelo arranjo do barco, que podem se contrair e aumentar abertamente;
  • Tanques integrais: 'fazem parte da construção de seu barco;
  • Tanques semimembrana: possuem cantos curvos para impedir a conexão com a estrutura do barco.

Navios frigoríficos

São conhecidas por terem grandes equipamentos de tubulações que ficam dentro de suas próprias cozinhas.

Esse arranjo serve para ajudar a manter os peixes na temperatura perfeita até que cheguem ao frigorífico localizado em solo seco.

Talvez não seja por acaso que sejam fundamentais para a prática da pesca empresarial em alta escala, pois evitam o esbanjamento da mercadoria que simplifica a ação.

Navios porta-containers

Eles são fabricados para, principalmente, para transportar cargas em containers.

E, de certa forma possuem similaridade com containers refrigerados. Os navios porta-containers realizam trajetórias em intervalos fixos entre aberturas pré-estabelecidas e têm tendência a obter uma taxa maior no serviço de descarga e carregamento em comparação aos navios de carga convencionais.

Aliás, o maior navio porta-containers do planeta pode levar mais de 15.000 containers.

Navios porta-veículos ou Ro-Ro

As embarcações Ro-Ro (roll on roll off) foram desenvolvidas para o transporte de alguma carga que embarca e desembarca sobre rodas: sobre as suas rodas ou por meio de equipamentos desenvolvidos para esta função.

Os Ro-Ro Ro-Ro que transportam veículos, por exemplo,  tem espécies de garagens que são grandes, que podem transportar containers no convés, desde que a carga esteja corretamente conectada com fios de aço para não se danificarem

Navios para transporte de animais

Essas versões persistiram para o carregamento de criaturas, geralmente cavalos ou vacas, adquiridas por estados que importam tal produto, como Jordânia e Turquia.

Aliás, esses navios possuem compartimentados como um “curral”, junto com áreas que dividem pessoas e animais.

Tipos de transporte marítimo

Existem diferentes tipos de transporte marítimo, dependendo do volume de carga a ser transportado:

  • Em regime de afretamento: adequado para o tráfego de grandes volumes de mercadorias, como granéis sólidos ou líquidos, e produtos industriais que são transportados em grandes quantidades.
  • Em linha regular: adequado para cargas conteinerizadas e carga geral para produtos industriais e bens de consumo. Esses tipos de viagens proporcionam escalas frequentes, tarifas estáveis e serviços de longa duração.

Regras internacionais para transporte marítimo de mercadorias

O transporte marítimo não está isento de regras e regulamentos, por mais que seja realizado em águas internacionais.

Existem regimes jurídicos e organizações globais encarregadas de estabelecer a legalidade do transporte marítimo de mercadorias.

As Regras de Hamburgo


As Regras de Hamburgo são as regras que regem o transporte internacional de mercadorias. Eles foram elaborados na Conferência Internacional sobre Transporte de Mercadorias por Mar, organizada pela ONU. Eles foram aprovados em Hamburgo em 31 de março de 1978.

Aliás, as Regras de Hamburgo estabelecem um regime jurídico uniforme para os direitos e obrigações (dos carregadores, transportadores e consignatários) decorrentes de um contrato de transporte marítimo de mercadorias. Em caso de conflito entre estados, este acordo é usado como fonte legal em aspectos do comércio marítimo internacional.

Em dezembro de 2008, foram adotadas as Regras de Rotterdam, que entrarão em vigor um ano após serem ratificadas por 20 países, o que ainda não aconteceu.

Incoterms

Os Incoterms estabelecem padrões internacionais para a interpretação dos termos mais usados no comércio internacional.

Para garantir a segurança jurídica nas vendas, esses termos auxiliam o comércio internacional, uma vez que agentes de diferentes países os interpretam da mesma forma. A aceitação do comprador e do vendedor é voluntária e deve constar do contrato de venda

A Câmara de Comércio Internacional (ICC) é o órgão responsável pela revisão e publicação dos Incoterms. O ICC é um organismo não governamental ao serviço do comércio internacional. Esta câmara foi criada em 1919 na França e é a única organização empresarial com estatuto de órgão consultivo das Nações Unidas e das suas agências especializadas.

Um dos Incoterms de maior destaque no transporte marítimo é o CIF (Cost, Insurance & Freight). De acordo com este Incoterm, o vendedor deve entregar a mercadoria assim que ela chegar ao porto de destino.

Da mesma forma, deve assumir as despesas e fretes internacionais necessários ao transporte da mercadoria e ao desembaraço de exportação. Ao contrário do Incoterm CFR, o Incoterm CIF incorpora outro requisito: a obrigação do vendedor de contratar um seguro de transporte marítimo.

Outros Incoterms importantes para o transporte marítimo são:

  • FAS: Gratuito ao lado do navio.
  • FOB: gratuito a bordo.
  • CFR: Custo e frete.
  • CIP: Seguro de Transporte Pago (multimodal).

Organização Marítima Internacional

A Organização Marítima Internacional (IMO) é a autoridade global que define padrões de segurança, proteção e comportamento ambiental no transporte marítimo internacional. Sua função principal é estabelecer uma estrutura regulatória justa e eficaz para o setor de transporte marítimo.

Também deve ser adotado e aplicado internacionalmente. Além disso, essa abordagem promove inovação e eficiência.

As disposições adotadas na IMO abrangem todas as áreas do transporte marítimo internacional: projeto, construção, equipamento, tripulação, operação e desmantelamento de navios.

Assim, pretende-se garantir que este setor continue a ser seguro, ecológico, energeticamente eficiente e protegido.

Vantagens e desvantagens do transporte marítimo de carga

O transporte marítimo de mercadorias apresenta vários pontos positivos:

  • Grande capacidade: os navios de carga são os veículos com maior capacidade de carga do mundo. Ao contrário de aviões, trens e caminhões, eles podem transportar grandes massas de granel ou containers.
  • Âmbito internacional: é a melhor forma de movimentar grandes volumes de mercadorias entre dois locais geograficamente distantes. Além disso, é possível combinar o transporte marítimo com outros meios de transporte (trem e caminhão).
  • Variedade de tamanhos e utilizações: existem embarcações de pequenas e grandes dimensões adaptadas a todos os tipos de cargas. Existem graneleiros para cargas sólidas, como sementes ou minerais. Existem também frigoríficos para alimentos e porta-containers, os mais comuns no comércio internacional.
  • Segurança: ao contrário do transporte aéreo, o transporte marítimo permite o transporte de produtos líquidos como petróleo e petróleo. Isso se deve ao fato de ser um meio de transporte muito seguro, já que quase todas as entregas respeitam os prazos e os requisitos formais.

Alguns dos pontos negativos que possui são:

  • Gestão complexa: os procedimentos para realizá-la são extensos e complicados. Licenças, papéis, formulários e similares são superiores a qualquer outro tipo de transporte.
  • Lentidão: o tempo necessário –especialmente em longas distâncias– é superior ao do transporte aéreo ou terrestre. É preciso levar esse aspecto em consideração e ser pró-ativo com as datas de entrega.

Por que você deve organizar o armazenamento do transporte marítimo com Sistema de Gestão Ambiental  (SGA) ?

A gestão logística adequada é essencial para o armazenamento eficiente do transporte marítimo. E, isso pode ser fornecida pela Warehouse Management Software (WMS), por exemplo.

Esta ferramenta nos ajuda a facilitar, controlar, coordenar e otimizar os movimentos, processos e operações de um armazém. Instalar um SGA é caro e complexo, mas vale a pena investir nele.

Algumas das vantagens do SGA são:

  • Economizar tempo.
  • Melhore a gestão de estoque.
  • Tenha todas as informações em tempo real.
  • Maior confiabilidade do serviço.
  • Redução de erros na separação.
  • Ofereça um melhor atendimento ao cliente.
  • Compromisso com o meio ambiente.

Você já conhecia todas as informações apresentadas neste artigo? Este artigo sobre “Transporte marítimo como organizar uma carga de forma eficiente” foi útil para você? Seu feedback é muito importante para nós. Deixe seu comentário, curta e compartilhe.

Palavra-chave: organizar uma carga de forma eficiente

Fontes

https://www.europarl.europa.eu/factsheets/pt/sheet/125/transporte-maritimo-regras-de-trafego-e-de-seguranca

http://www.publicadireito.com.br/conpedi/manaus/arquivos/anais/fortaleza/3629.pdf

http://pt.reingex.com/Hamburg.shtml

https://jus.com.br/artigos/22241/as-regras-de-rotterdam

https://kpmlogistica.com.br/blog/2020/02/03/conheca-a-nova-regra-que-mudara-o-transporte-maritimo-em-2020/

https://www.ambientelegal.com.br/transporte-maritimo-internacional-e-a-regra-imo-2020-desafios-da-infraestrutura-portuaria-brasileira-parte-2/


Inscreva-se em nossa lista para receber novidades:

Compartilhe e deixe seu comentário:

Veja mais

WhatsApp