Itajaí Containers

47 9 9282-7259

Container: tudo o que você precisa saber - Parte 2

Reunimos tudo o que um adorador de container precisa saber em três materiais extremamente completos, que ficaram fantásticos.

Todas as informações sobre container num só lugar

Todas as informações sobre container num só lugar

PARTE II

Essa é a segunda parte do material mais completo sobre container, que você vai conseguir encontrar na internet.


Se você apareceu aqui nesse post antes, você pode acessar a primeira parte clicando aqui.


Caso você prefira ler a segunda parte antes da primeira, está tudo bem, mas recomendamos que siga a ordem para não perder a cronologia, certo?


Quando a gente pensou em criar esse material para você, nós pensamos que em apenas um blog post conseguimos resolver todas as questões sobre container.


Quando estávamos na metade da parte dois, descobrimos que seria necessário mais uma parte para suprir com a nossa intenção.


O objetivo desses três materiais é te passar as informações que mais geram dúvidas sobre a construção com container.


Abrimos várias vezes as nossas caixinhas de perguntas nas nossas redes sociais, e com base nelas escrevemos esse material que você pode consultar sempre que quiser.


Assim, você vai poder com esses três materiais, se tornar um embaixador do container, o que acha?


Você terá acesso a muita informação de primeira, vem conosco?

  1. Com o container a construção é sustentável?

As construções em container são muito importantes para a sustentabilidade no mundo.


Podemos simplificar o conceito de ações sustentáveis, como aquelas que visam proteger o futuro das novas gerações.


Então, por que as construções com container são consideradas como sustentáveis?


Porque a ideia central da construção com o container é reaproveitar o material dele, que estaria jogado em campos abertos sem utilização.


Imagine a seguinte situação: milhares de containers parados sem utilidade alguma, não sendo reaproveitados para nada, ocasionando poluição visual, e acúmulo de destroços.


Fora as doenças que são causadas por essas duas situações.


Pensa na imensidão das garagens que deveriam existir para aposentar os containers que não podem mais continuar na transportação.


Consegue ter uma ideia da imensidão dos terrenos para abrigar todos eles que não seriam utilizados para nada?


Então, a construção com os container foi uma ideia intensamente brilhante que veio revolucionar a arquitetura urbana e rural do mundo, com o foco em reaproveitar um material que ficaria descartado.


Concorda, que essa atitude de reaproveitar o material do container contribui para o desenvolvimento de um ambiente mais limpo para as novas gerações?


Muito bacana, não é mesmo?

  1. Há conforto e aconchego nos projetos de container?

Os projetos de container, por serem totalmente planejados em todos os detalhes, o conforto é um detalhe que não fica de fora.


Quando a ideia de um projeto de container novo chega até a mesa do arquiteto ou do engenheiro, ele vai planejar com o máximo de cuidado.


Para que todas as passagens e ambientes do container fiquem confortáveis para a habitação.


Assim, eles pensam nos pormenores, para permitir a convivência dentro dos containers, já que será um espaço explorado por pessoas.


Dessa forma, quando os profissionais forem realizar os recortes no container eles vão seguir a planta baixa, executando o projeto da forma como ele foi planejado.


Com isso, podemos afirmar que os espaços criados são sim confortáveis e aconchegantes.


Para ter mais conforto ainda no seu projeto, a nossa dica é que você planeje os móveis e a decoração, a experiência que você vai ter depois disso será sensacional.


Além disso, quem não sonha com um projeto confortável, né?

  1. Como é a durabilidade e a manutenção dos containers?

Bem, você já morou, ou já conviveu, em ambientes construídos da maneira tradicional, não é mesmo?


Acreditamos que você tenha observado a manutenção que eles precisam ter, como pintura, arrumar algum encanamento, ajustar alguma porta ou janela que tiveram desgaste com o tempo, etc.


Enfim, são essas mesmas manutenções que precisam ser feitas no projeto de container, e não foge muito disso. 


Com o decorrer do tempo de habitação algumas coisas podem acontecer, como precisar trocar uma peça da porcelana do piso porque foi derrubado algo muito pesado nele, e ele acabou quebrando.


Vamos combinar, que é uma coisa muito natural de algo assim acontecer, independente do tipo de construção que for habitada.


Portanto, a recorrência da manutenção vai ser conforme o teu cuidado que você tiver com a construção.


Um detalhe muitíssimo interessante é que nunca haverá goteiras no container, porque o teto dele é uma peça de aço inteira, a não ser que foi feito um furo nele, aí é outra história.


Mas se o container não estiver bem nivelado nas sapatas, há possibilidade sim, de ocorrer infiltração, aí é preciso chamar alguém para fazer o nivelamento do container, para que a infiltração suma.


Já, quanto a durabilidade do material dele, ou seja, da caixa do container, se você regularmente fizer o tratamento nele de proteção, o projeto pode durar por gerações.


O tratamento consiste em aplicar: prime, e refazer a pintura para evitar a propagação da ferrugem a cada 2 anos.


Nada de muito estranho, da construção tradicional.


Portanto, você pode ficar despreocupado que até seus bisnetos poderão conhecer o seu container, se você cuidar dele, certo?

  1. Os containers são barulhentos, quentes e atraem raios?

Essas dúvidas são muito comuns, muitas pessoas chegam até nós com elas, mas saiba que eles não são barulhentos, nem quentes, muito menos atraem raios.


Isso tudo são apenas mitos, e vamos te explicar porquê.


Os projetos de container não são quentes e barulhentos por um motivo em comum: é feito um tratamento no container com a lã de pet, que ameniza o calor e o barulho.


Mas é claro que em dias extremamente quentes você vai sentir calor, como em qualquer outra construção. 


Por outro lado, os containers não atraem raios, porque como é recomendado a sobreposição dele em sapatas, assim ele não tem contato direto com o solo, e isso evita que ele puxe para si a carga elétrica. 


Então, podemos afirmar que a construção com o container tem um campo elétrico nulo, cuja mesma situação acontece com carros e aviões.


Portanto, se você tem medo que a descarga elétrica atinja seu projeto de container, fica tranquilo que ele é mais seguro do que a construção tradicional.


Muito interessante esses fatos, não é mesmo?

  1. Quais são os modelos de container marítimo? Algum deles pega fogo?

Essa é uma dúvida bastante delicada, então preste bastante atenção nesse tópico, ok?


Existem dois modelos de container marítimos: o Dry e o Reefer.


O primeiro container é usado para transporte de produtos secos, e o segundo container é o refrigerado usado para transportar produtos perecíveis que precisam de resfriamento.


Como a utilização desses containers é para diferentes situações, há uma modificação na estrutura deles.


Veja, as diferenças entre o container Dry e o Reefer:


Essas são as características do container Dry:


  1. Ele é produzido em toda estrutura, com o aço corten. 

  2. Originalmente, não tem isolamento acústico.

  3. É usado para a transportação de produtos secos, e não perecíveis.

  4. O chão é fabricado com o compensado naval.


Já as características do Reefer são estas:


  1. Ele é produzido em 3 camadas: Aço corten por fora, poliuretano injetado no meio, inox ou PVC internamente.

  2. Originalmente, já tem isolamento térmico e acústico.

  3. É usado para a transportação de produtos perecíveis.

  4. O chão é fabricado com alumínio, e é canaletado.


Se você for um leitor atento vai perceber que na construção do container Reefer, é usado um produto bastante curioso: poliuretano injetado, ele faz a função de isolamento térmico no container, pois como é refrigerado precisa manter a temperatura interna.


O poliuretano é um produto altamente inflamável, por isso ele deve estar muito bem isolado entre as camadas de corten e o inox. Portanto, se o poliuretano tiver contato com a chama, ele vai pegar fogo.


Assim, o container em si, o principal elemento que constitui ele, não pega fogo, não é inflamável, entretanto o poliuretano é. Por isso, é extremamente necessário ter cuidado.


Empresas que fazem a construção em container,  fazem um tratamento no container Reefer para evitar que acidentes ocorram, assim quando for adquirir o seu container fique atento, para manter isolado o poliuretano.


Dessa forma, os projetos de container são seguros quando realizados com empresas que entendem do que estão fazendo, entendido?

  1. O container é muito pequeno? Causa claustrofobia?

A pergunta se o container causa claustrofobia é engraçada.


Bem, antes vamos entender que claustrofobia é uma fobia, um medo pessoal de ficar em espaços confinados. 


Por exemplo, você consegue ficar no carro fechado, na cabine de um caminhão, ou no elevador? Isso te causa claustrofobia?


Esse medo pode variar de pessoa para pessoa, e cada uma tem uma reação diferente da outra. 


É possível que as pessoas que têm essa fobia sintam os sintomas, em salas pequenas, locais fechados, na multidão…


Então, dizer que o container causa claustrofobia, é uma alegação falsa, pois a claustrofobia é uma condição de medo pessoal, concorda?


Quero muito ter um projeto de container, mas tenho claustrofobia, qual é a dica?


Uma ideia bem legal, é incluir vidros e espelhos no projeto, que podem ajudar na ampliação da percepção de espaço do ambiente.


Agora, dizer que o espaço do container é pequeno, é extremamente relativo.


Vamos explicar com um exemplo...


É possível construir uma guarita no container com cerca de 5m ², possuindo um espaço para uma pessoa ficar sentada, colocar uma mesa de computador e um pequeno armário.


Nessa situação, você pode perceber que 5m ² é um espaço pequeno, mas cumpre a função dele que é servir de guarita.


Veja, o padrão de tamanho, por exemplo, de uma kitnet container, é de 15m ², e de uma casa container padrão é de 30m².


São espaços pequenos? Se você está acostumado com espaços maiores, ou se você exige mais liberdade de transitar, pode até ser.


Pensa aqui conosco, se você está acostumado a morar numa kitnet tradicional, assim 15m ² da kitnet container, não vai parecer pequeno para você.


Agora se você está acostumado em habitar um local com 100m², a kitnet container, vai te parecer pequena.


Entende, como a questão de grande ou pequeno é muito relativa?


Consegue visualizar que a questão sobre tamanho depende da percepção do que cada pessoa procura?


Assim, se você sonha em construir com o container você deve ter claro na sua mente o que você está procurando, sabe por que?


Porque é possível unir um container no outro e ter uma casa de 60m², por exemplo.


Dessa forma, a kitnet container que parecia pequena para você, pode não parecer mais pequena quando você acoplar os containers um no outro.


Perceba, que com o container você pode construir com a metragem que você quiser, desde que esteja dentro da área do módulo.


Vai ser pequeno ou grande, se você acreditar, que é pequeno ou grande.


Conseguiu captar a ideia?

  1. O que é feito com os amassados do container?

Acreditamos que você já entendeu que a construção com o container é feita com aqueles containers marítimos que perderam a validade de uso para transporte.


Portanto, não são produzidos containers novos, para serem usados como construção de projetos


Pois, a finalidade primária dele é servir como caixa forte de transporte, para depois serem reaproveitados na construção.


Como ele já foi um produto usado, é muito provável que existam amassados na caixa do container.


Imagine grandiosos navios carregados com centenas de containers...


Pode acontecer no momento da transportação via marítima, que algum container bata no outro, ou no navio e alguns amassados surjam.


Isso é extremamente natural, provável, e óbvio que aconteça.


Mas o que é feito para amenizar os amassados do container?


Bem, já dissemos que o container é construído com o aço corten que é um dos materiais mais fortes e duráveis que existe.


Dessa forma, não é qualquer amassado que é possível retirar do container.


Por um acaso, você já ouviu falar em martelinho de ouro, usado em oficinas mecânicas para desamassar a lataria do carro? 


Então, com o container não é tão simples quanto desamassar um carro.


Mas pode ficar tranquilo, pois a maioria dos amassados são imperceptíveis, e não interferem na estética do projeto.


Ainda, caso prefira, você pode ir até à empresa de container e escolher um dentre os que estão no estoque.


O que queremos que você compreenda é que você não vai receber um container novo, zerado para colocar no teu terreno.


Você vai receber um container que já foi usado anteriormente, então você não deve esperar que a caixa do container seja retinha, perfeitinha, sem marcação de uso. 


Agora, nenhuma construtora é louca (pelo menos não deve ser), pra te entregar um container com amassados grandes, que interfiram na estética dele.


Além desses pontos, você pode ficar tranquilo que uma empresa séria, fará o máximo possível para te entregar um produto incrível, com um tratamento no container excepcional.


Fechado?


Bem, chegamos no fim da segunda parte da série tudo o que você precisa saber sobre o container.


Cujo, o objetivo é te dar informações precisas e detalhadas sobre os container e projetos de containers, aguarde a terceira parte, logo mais estaremos postando.


Você conseguiu eliminar as suas dúvidas com estes dois materiais? Você tem alguma dúvida que não foi resolvida até agora?


Curta, comenta, compartilhe.


É muito bom sabermos a sua opinião.

Compartilhe e deixe seu comentário:

Veja mais

WhatsApp